intro

MARIANA LEAL
Artista Visual
Rio de Janeiro, Brasil

Minhas obras traduzem poeticamente minha capacidade de acesso às camadas sutis da existência humana. Elas aludem à experiência de habitar um corpo físico, que funciona como interface para trocas que se dão a nível energético.

Alguns trabalhos se referem a meus próprios experimentos de conexão com a dimensão do sensível. Outros convidam o espectador/participante a fazer descobertas acerca de seu próprio campo psicoemocional.

Ao longo do processo criativo, participo de programas de residência artística, onde busco conviver com certas peculiaridades ambientais, que são então convertidas em matéria-prima poética, passando a integrar a visualidade das obras.

Meu imaginário visual inclui ainda a figura do meu próprio corpo, além de uma iconografia que ‘vem de dentro’, composta por uma família de elementos que estou constantemente rabiscando por ação espontânea. Ao serem transpostas para as obras, essas formas previamente criadas por automatismo funcionam então como um recurso poético, exprimindo visualmente aquilo que não é da ordem do visivel. Elas aludem a dinâmicas intangíveis que permeiam nossa existência concreta e a dimensões etéreas que não podem ser captadas pelo sentido da visão.