FOTO-INTERVENÇÃO

  • Type PHOTO-INTERVENTION

FOGO FEITO À MÃO
[ HANDMADE FIRE ]
“Um falso álbum de aniversário”
“A fake birthday album”
impressões fotográficas / photo prints
Exibido na Fototeca de Vera Cruz (México)
Exposição: Realidades Impossibles
2009

LINHAS NÃO-IMAGINÁRIAS
[ NON-IMAGINARY LINES ]
impressões fotográficas / photo prints
Exibido no Museu da República (Rio de Janeiro, Brasil) . Exposição: Selecionados UniversidArte XV . 2007

OFERENDA PARA VIVOS
[ OFFERINGS FOR THE LIVING ONES ]
impressão fotográfica / photo print
Exibido na Galeria Ateliê 397 (São Paulo, Brasil)
Exposição: Realidades Impossíveis . 2009

AVATAR
“A encarnação de um avatar, passo-a-passo”
"The incarnation of an avatar, step by step”
Curta-metragem / Short movie<br
1 min, 20 sec

MOSAICÓPOLIS
“Faixas vermelhas conectando Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte"
"Red ribbons connecting Rio de Janeiro, São Paulo and Belo Horizonte”
intervenções urbanas + video-instalação
urban interventions + video installation
MOTOMIX MOTOROLA . 2005
(obra coletiva / collective work)

SONHOS RECORRENTES
[ RECURRING DREAMS ]
impressões fotográficas / photo-prints

ESPIRITUALIZAÇÃO DE URSOS
[ BEARS SPIRITUALIZATION ]
impressões fotográficas / photo prints

BANCANDO A DIVINDADE
Por Mariana Leal

Reunidos sob o título ‘Bancando a divindade’ apresento trabalhos que retratam realidades próprias, criadas a partir das intervenções às quais submeto os conteúdos fotográficos. Interessa-me a idéia de conferir corpos palpáveis a estes conteúdos para que eu possa intervir sobre eles. Trabalho também com a idéia de intervenção manual – a “mão que vem de cima” e atua nas cenas a partir de um outro plano de existência. Em algumas obras utilizo efeitos especiais low tech para parodiar fenômenos fantásticos que se passam em ambientes metafísicos.

Faço imagens / Faço imagens-objeto / Faço arranjos de objetos / Em papéis / In loco / Em vídeo ////// Busco fotos / Mãos que atuem sobre os fatos / Encosto a mão ou o pé pra tentar dar vida ////// Monto álbuns / Monto bandejas de doces / Distribuo doces / Forço imagens a viverem juntas / Adorno cabeças com flores / Exibo coisas que a câmera não viu ////// Seguro instantes / Arranco pedaços / Cuido onde dói ////// Peço permissão para criar estranhos misticismos / Seres divinos saídos de bolos / Devotos cobertos de açúcar ////// Faço fogo / Faço linhas pontilhadas / Faço água / Tento abrir portais em paisagens / E acalmar cenas agitadas ////// Cavo buracos / Abro caminhos / Aproximo mares / Espiritualizo ursos / Materializo sonhos recorrentes ////// E faço naturezas mortas
(só que vivas)